Cachorro velho não aprende truque novo? Será mesmo?

Já ouviu a famosa frase: "cachorro velho não aprende truque novo"? Pois saiba que não é bem assim... entenda o motivo.

Você já deve ter ouvido dizer que cachorros velhos não aprendem ou que, adotar um cão idoso é uma ideia ruim? Pois bem, cachorros idosos podem fazer muito mais do que as pessoas acreditam e que não devemos nos dar por vencidos tão rapidamente com sua aprendizagem. Todo animal de estimação merece uma oportunidade e cães idosos não são uma exceção.

Assim como nós humanos, os cães também perdem a capacidade máxima dos cinco sentidos, além de perder agilidade, reflexo e sofrer com dores e incômodos. Esses sintomas exigem cuidados redobrados e consultas com um médico veterinário com mais frequência.

 

Cachorro velho correndo

 

ENSINAMENTOS

 

Ensinar os cães mais velhos pode ser até mais fácil do que filhotes. Eles já tem mais foco e menos energia que um cão jovem. O que faz um cão mais experiente aprender do mesmo jeito que um filhote é a repetição daquilo que se quer ensinar. Para isso é necessário ter muita paciência.

Ensine um truque de cada vez, pois isso pode ser um grande estímulo físico e mental para os cães. A maneira mais comum de ensiná-los é começar com o básico e ir aumentando aos poucos a complexidade. Por exemplo: se quer que o seu cachorro dê a pata, comece recompensando-o sempre que ele se sentar. Depois de alguns dias ou semanas, quando ele já estiver obedecendo, você pede um esforcinho a mais: que ele tire uma das patas do chão. O seguinte passo seria esticá-la sobre sua mão.

Essas interações fazem com que o animal se sinta parte do ser humano e cria um vínculo – que beneficia não apenas o cachorro, mas também o dono.

 

Cachorro velho preto e branco

 

CUIDADOS ESPECIAIS COM OS CÃES MAIS VELHOS

 

Normalmente cães de raças ou portes grandes como labradores, rottweillers e dinamarqueses vivem menos anos dos que os de raça pequena como chihuahuas, pinschers, poodles e outros de porte pequeno. Ou seja, se você tem um cão grande, ele pode envelhecer muito mais rápido do que um de pequeno.

A velhice pode tornar o seu cão menos ativo e mais lento. Em outros casos, a idade pode trazer doenças degenerativas. Esse é um processo natural parecido com o que vivenciamos como humanos. E significa que, assim como nós, os animais também precisam de cuidados especiais para sentir-se bem nesta etapa da vida.

 

Labrador branco caramelo velho idoso

 

Entre os cuidados que se deve ter com cães mais velhos estão:

 

Consultas Regulares: Todo cachorro e especialmente cães mais velhos precisam ser examinados ao menos uma vez ao ano. Isso é importante, pois algumas doenças só se manifestam ou são notadas em um estágio mais avançado, como tumores e insuficiência renal, cardíaca ou hepática.

Avaliação Corporal: Identificar se seu animal está acima ou abaixo do peso é essencial, o sobrepeso pode sobrecarregar as articulações e a coluna.

Alimentação adequada: Existem alimentos específicos para cães mais velhos e alguns, inclusive, que ajudam a evitar e controlar certas doenças (problemas de coração, de fígado etc.) Oferecer alimentos que ele possa comer sem dificuldades, caso tenha algum problema ou falta dentária.

Suplementação: Por exemplo, a glucosamina e/ou a condroitina são usadas para aliviar os sintomas da artrite. Consulte seu veterinário.

Cuidados bucais: Escove bem os dentes dele (sim, você leu direitinho!) e leve o seu cão todo ano para avaliação bucal e se necessário limpezas bucais.

Exercícios: Leve-o para fazer passeios curtos regularmente.

Ocupação: Para que ele se mantenha ocupado, principalmente se o seu cão tiver que ficar sozinho por muitas horas.

Conforto extra: Lembre-se que cachorros velhos podem ter artrite. Eles precisam de superfícies macias e isoladas do frio.

Cuidados com o ambiente: Evite deixá-lo em locais com piso escorregadio ou com escadas íngremes, pois a sua capacidade de locomoção pode estar prejudicada.

 

Cachorro velho idoso sentado no sofá

 

Não pense em abandonar seu melhor amigo a hora que ele não estiver mais a disposição que tinha assim que você o adquiriu. Esse momento é o qual ele mais precisa de carinho, atenção e cuidados, assim como os humanos.

 

***

 

Vinicius Cintra, é jornalista formado em 2010 e atuação desde 2008. Colaborador e agora aprendiz no seguimento de jornalismo animal. Aos 26 anos tem experiência com matérias e fotos, já que é um grande fã da fotografia!


Veja Também

Comissária de bordo adota cão que a esperava na porta de hotel

O cãozinho seguiu a comissária até o hotel e, depois disso, ficava na porta a sua espera.

Cão se finge de morto para não ir embora do parque

O cão resolveu se fingir de morto para que seu passeio no parque durasse mais.

Como ser um dog Walker? Você já pensou em ser um?

Essa é uma profissão em crescimento no país, uma vez que, a atividade física regular é fundamental para a saúde física e mental dos cães.


Voltar

Você sabe como entrar no ramo das Empresas de banho e tosa ?

Para os amantes de animais que sonham em ter um negócio próprio um banho e tosa pode ser o ideal. Venha conferir ótimas dicas de como abrir um.

COMO É POSSÍVEL SABER QUE O SEU CÃO ESTÁ ESTRESSADO?

Saiba quais são os sinais de que seu peludo precisa de mudanças na rotina.

Mel

Porto Alegre - RS

Conheça a história do cachorro que cuida de filhotes de gatos como se fosse pai

Hoje é dia dos pais e o Radar Animal preparou uma linda história de um cachorro que cuida de filhotes de gatos como se fossem seus filhos.

Projeto de lei visa criar regras para a guarda dos pets após a separação

 O objetivo do projeto é fazer com que os animais não sejam mais tratados como objetos, mas sim como seres vivos e parte da família.

Bone

São Paulo - SP

Conheça Spaghettio, a gata 'pirata'

Spaghettio ganhou o apelido de pirata de sua mãe após sofrer um acidente.

Veja tudo o que rolou essa semana no nosso site!

Venha conferir os acontecimentos dessa semana!