No Brasil o setor de medicina veterinária está em plena expansão

Na contra-mão da crise, setor de medicina veterinária está em plena expansão em todo o país.

De acordo com dados divulgados pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), com 84 mil profissionais em atividade, o Brasil é o país com o maior número de médicos veterinários no mundo. Apesar da grande quantidade de profissionais formados o mercado é amplo e o setor está em plena expansão. O mercado conta com mais de 80 possibilidades de atuação como reprodução e produção animal, pesquisa, desenvolvimento e agronegócio, saúde pública, inspeção e tecnologia de alimentos, petshop, entre muitos outros.

Para Thais Casagrande, coordenadora do curso de Medicina Veterinária da Universidade Positivo (UP), “o médico veterinário pode ser o gestor em grandes empresas na área de produção de alimentos, nutrição animal e agronegócio e trabalhar com pesquisas e desenvolvimento de produtos alimentícios, farmacológicos e de nutrição animal”. O profissional tem disponível um amplo mercado de trabalho podendo trabalhar em: empresas públicas e privadas, criadouros, áreas de proteção ambiental, frigoríficos, clínicas e hospitais veterinários, indústrias, laboratórios biotecnológicos e clínicos, biotérios, zoológicos, parques e reservas naturais.

Atualmente, mesmo com a crise no país o agronegócio está em plena expansão, o mercado de trabalho é um dos mais abrangentes e promissores para os próximos anos. “Há várias razões para isso, o Brasil tornou-se o maior exportador de carnes industrializadas, a população de bovinos é maior do que a população de pessoas (são 210 milhões de cabeças de gado para 204,7 milhões de habitantes). A UP está oferecendo o curso neste vestibular por ter estruturado os locais de aulas teóricas, práticas e as atividades em área rural, onde estarão os animais”, afirma José Pio Martins, reitor da UP.

O setor de clínicas veterinárias para pets (animais domésticos de pequeno porte), é um dos campos com maior empregabilidade na área. Atualmente, nas residências, o número de animais domiciliados ultrapassa o número de crianças. Um estudo feito pela Abinpet – Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, indica que em 2015, o setor atingirá R$ 17,9 bilhões em faturamento. O mercado pet representa 0,38% do PIB nacional e aumenta cerca da 11% ao ano, acumulando 52% de crescimento nos últimos cinco anos. Os grandes responsáveis são os 132,4 milhões de animais de estimação, contam entre eles 52,2 milhões de cachorros, 37,9 milhões de aves, 22,1 milhões de gatos, 18 milhões de peixes ornamentais e 2,21 milhões de pequenos animais, como répteis e mamíferos.

 

 

 

Fonte: maispb.com.br

 

 


Veja Também

Veja tudo o que rolou essa semana no nosso site!

Venha conferir os acontecimentos dessa semana!

Veja tudo o que rolou essa semana no nosso site!

Venha conferir os acontecimentos dessa semana!

Veja tudo o que rolou essa semana no nosso site!

Venha conferir os acontecimentos dessa semana!


Voltar

Você sabe como entrar no ramo das Empresas de banho e tosa ?

Para os amantes de animais que sonham em ter um negócio próprio um banho e tosa pode ser o ideal. Venha conferir ótimas dicas de como abrir um.

COMO É POSSÍVEL SABER QUE O SEU CÃO ESTÁ ESTRESSADO?

Saiba quais são os sinais de que seu peludo precisa de mudanças na rotina.

DORY

Brasília - DF

Conheça a história do cachorro que cuida de filhotes de gatos como se fosse pai

Hoje é dia dos pais e o Radar Animal preparou uma linda história de um cachorro que cuida de filhotes de gatos como se fossem seus filhos.

Meg

Guarulhos - SP

Projeto de lei visa criar regras para a guarda dos pets após a separação

 O objetivo do projeto é fazer com que os animais não sejam mais tratados como objetos, mas sim como seres vivos e parte da família.

Conheça Spaghettio, a gata 'pirata'

Spaghettio ganhou o apelido de pirata de sua mãe após sofrer um acidente.

Veja tudo o que rolou essa semana no nosso site!

Venha conferir os acontecimentos dessa semana!