O número de gatos vai ultrapassar o de cachorros nos próximos 10 anos.

Dentro de 10 anos, o número de gatos chegará a 55 milhões e vai ultrapassar o número de cães. Saiba porque isso é bom para o mercado e bom para você!

Dentro de 10 anos, o número de gatos chegará a 55 milhões e vai ultrapassar o número de cães. Saiba porque isso é bom para o mercado e bom para você!

 

Um frequente questionamente para os que possuem ou gostam de animais de estimação é a preferência por cães ou gatos, sendo que esse assunto é sempre polêmico e causa discussão. Os amantes de gatos alegam que eles são autossuficientes e não precisam tanto dos donos, enquanto que os amantes de cães alegam que os felinos são egoístas.

Um levantamento feito pela Euromonitor International , empresa especializada em análises de mercado, mapeou as preferências com base no consumo de ração e cuidados com os pets e constatou que países mais desenvolvidos tendem a ter mais gatos domésticos. A pesquisa leva em consideração a população de cachorros e gatos de estimação em 54 países e mostrou que países ricos do hemisfério norte tendem a ter mais gatos, enquanto os do sul, América Latina, possuem mais cães. No Chile, Peru, Argentina, Colômbia, Venezuela e México há mais cachorros na proporção de 2 para cada gato. No Brasil a proporção é de  cerca de 1,7 cão para cada felino. A Guiana francesa é a excessão da América latina, tendo mais gatos do que cães. Na Europa Ocidental, em geral há mais gatos do que cães, com exceção da Espanha, Portugal e da Irlanda, sendo que na Suíça, na Áustria e na Turquia há mais gatos na proporção de 3 para cada cachorro. Já na Índia, existem dez cachorros para cada felino, enquanto na China a proporção é de 2,5 para um.

O maior número de gatos em países mais desenvolvidos se deve à expansão e o enriquecimento das cidades e as mudanças demográficas. Cachorros adaptam-se melhor a um mundo que está ficando no passado,de casas com quintais espaçosos e famílias numerosas, em que as mulheres eram donas de casa e  tinham tempo de sobra para dar água, comida e levá-los para tosar e tomar banho. Mas em muitos países isso já não é mais uma realidade, as famílias diminuíram de tamanho e se mudaram para os centros urbanos,as mulheres começaram a trabalhar e têm a agenda cheia de compromissos.

Com essa mudança de realidade os gatos trazem inúmeras vantagens, pois não é preciso levá-los para tomar banho, possuem uma língua áspera que se encarrega de coletar os pelos velhos, retirar as células mortas e as sujeiras do corpo (o custo médio de manutenção de um gato é metade que o de um cão). Além disso, não é preciso levá-los para passear, vivem em apartamentos pequenos sem preblemas e fazem suas nescessidades em uma caixa de areia.

 

No Brasil

A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS 2013), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),  aponta que 44,3% dos domicílios do país possuem pelo menos um cachorro, o equivalente a 28,9 milhões de unidades domiciliares (os dados se referem a 2013). Já em relação aos gatos, 17,7% dos domicílios possuem pelo menos um, o equivalente a 11,5 milhões de unidades domiciliares.

A população geral foi estimada em 55 milhões de cachorros e 22 milhões de gatos, mas estudos indicam que em 10 anos o número de gatos vai ultrapassar o número de cachorros. Essa estimativa se deve a mudanças na população brasileira como a taxa de fecundidade, que despencou em cinco décadas de seis para 1,9 filho por mulher e três em cada cinco delas trabalham, portanto, como cachorros precisam de mais cuidado e companhia o apelo dos cães caiu. O aumento da qualidade e da expectativa de vida, que no Brasil passou dos 73 anos, também é um fator para o crescimento da população de gatos, uma vez que idosos têm menos paciência para correr atrás dos cachorros e aturar latidos durante a noite, além das inúmeras vantagens dos gatos ja citadas.

 

Dinheiro

 

Mercado

O mercado pet mundial movimenta 100 bilhões de dólares por ano, sendo apenas os Estados Unidos responsáveis por 30 bilhões. No Brasil,o mercado movimenta 16 bilhões de reais por ano e para 2016, mesmo com a crise, a espectativa é de crescimento de 8%.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), feita pelo IBGE, registrou que, em 2013, havia mais animais de estimação do que crianças, sendo  100 milhões de animais domésticos e só 40 milhões de crianças.

Portanto o mercado pet brasileiro ainda tem muito para crescer. Porém 80% dos profissionais do mercado não tem site, e 70% não está presente na internet de maneira nenhuma, ou seja, não tem presença online. Dessa forma investir nesse ramo é uma ótima oportunidade de ter um diferencial no mercado e sair na frente, sendo que esse é um mercado é promissor e sem erro.

Ciente disso, o Radar Animal oferece a você, profissional da área, planos acessíveis e certeiros para garantir sucesso para o seu negócio pet. Confira aqui os detalhes desse serviço Radar Animal - Preços e Planos

 

 

 

***

 

Fonte: veja.abril.com.br

          g1.globo.com

          hypescience.com

 

 

 


Veja Também

Você sabe como entrar no ramo das Empresas de banho e tosa ?

Para os amantes de animais que sonham em ter um negócio próprio um banho e tosa pode ser o ideal. Venha conferir ótimas dicas de como abrir um.

Veterinários e Pet Shops que fazem divulgação pela internet ganham mais dinheiro

Sabe porque veterinários e pet shops que estão na internet ganham mais dinheiro? Porque 85% dos concorrentes não tem site! E ai? Está esperando o quê?

Você já pensou em abrir um pet shop?

Veja dicas importantes para abrir seu próprio pet shop.


Voltar

Você sabe como entrar no ramo das Empresas de banho e tosa ?

Para os amantes de animais que sonham em ter um negócio próprio um banho e tosa pode ser o ideal. Venha conferir ótimas dicas de como abrir um.

COMO É POSSÍVEL SABER QUE O SEU CÃO ESTÁ ESTRESSADO?

Saiba quais são os sinais de que seu peludo precisa de mudanças na rotina.

DORY

Brasília - DF

Conheça a história do cachorro que cuida de filhotes de gatos como se fosse pai

Hoje é dia dos pais e o Radar Animal preparou uma linda história de um cachorro que cuida de filhotes de gatos como se fossem seus filhos.

Meg

Guarulhos - SP

Projeto de lei visa criar regras para a guarda dos pets após a separação

 O objetivo do projeto é fazer com que os animais não sejam mais tratados como objetos, mas sim como seres vivos e parte da família.

Conheça Spaghettio, a gata 'pirata'

Spaghettio ganhou o apelido de pirata de sua mãe após sofrer um acidente.

Veja tudo o que rolou essa semana no nosso site!

Venha conferir os acontecimentos dessa semana!