Sabia que existe plano de saúde para animais de estimação?

Seu animal tem plano de saúde? Ainda não? Nem sabia que existia? Clique aqui e fique por dentro das últimas novidades!

Para Nelo Marraccini, vice-presidente, da unidade de comércios e serviços do Instituto Pet Brasil (IPB), os donos estão se dedicando mais à saúde de seus pets, o que amplia a chance de negócios à saúde animal darem certo. “A relação entre as pessoas e seus animais de estimação está mais próxima. Hoje se tem a consciência de que é preciso cuidar bem deles” afirma.

Com potencial de crescimento estimado em 9% para este ano, o mercado de pet no Brasil amplia a variedade de produtos e serviços para animais de estimação. Agora duas seguradoras oferecem planos de saúde.

A inglesa Petplan oferece apólices para cobertura de cuidados para cães e gatos, e a Porto Seguro ingressou no segmento após adquirir a Health Pet, empresa novata que oferecia o serviço na Baixada Santista e em São Paulo. A companhia agora pretende expandir o serviço para todo o território nacional.

Para Roberto Santos, diretor geral da Porto Seguro e responsável pelas diretorias de operações de saúde e Health for Pet, a empresa está finalizando a infraestrutura necessária para atender este público. “Ela já está montada em São Paulo e no litoral Sul. No segundo semestre, vamos montar a rede conveniada no Rio de Janeiro e em outras duas capitais. Em breve poderemos oferecer esse produto em todo o País”.

Hoje, a Porto Seguro possui 1,2 mil clientes nesse segmento. A previsão é que esse número cresça nos próximos meses. “Temos 15 milhões de potenciais compradores no Brasil. Ainda é cedo para falar em números, mas devemos dar um pulo no número de vendas a partir do momento que colocarmos o produto à disposição dos nossos corretores cadastrados, o que deve acontecer nas próximas semanas”, afirma Santos.

 

Cachorrinho sendo atendido pelo plano de saúde.

 

A inglesa Petplan iniciou suas atividades no mercado brasileiro há quatro anos. Marcello Falco, CEO da Petplan no Brasil, afirma que a popularização dos planos de saúde veterinários pode ajudar a conter a inflação de produtos e serviços do setor, já que os convênios oferecem exames, consultas e internações com preços mais baixos que os cobrados por clínicas particulares. “A inflação veterinária foi mais alta do que a média inflacionária brasileira nos últimos dez anos pelo IPCA. O seguro saúde acaba por proteger nosso bolso e impulsionar toda a cadeia. Quem sai ganhando são os veterinários e consumidores”, sustenta Falco.

Segundo a Abinpet – Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, o Brasil responde por 8% no mercado pet, ocupando a segunda posição no ranking mundial, atrás apenas dos Estados Unidos (30%).

O Brasil possui 21,3 milhões de gatos e 37,1 milhões de cachorros. Dados do Ibope Inteligência apontam que o brasileiro deve gastar, neste ano, cerca de R$ 7,9 bilhões com seus animais de estimação, 9% a mais do que em 2014. Em 2014 o mercado pet nacional faturou R$ 16,2 bilhões, resultado 8% acima do alcançado em 2013. A medicina veterinária corresponde por 10% da receita.

Os dados do IPB mostram que os convênios cobram em torno de R$ 35 pelo plano básico, que inclui atendimento ambulatorial, exames, vacinas e implantação de microchip. Os planos mais sofisticados podem variar de R$ 159 à R$ 217, e cobrem procedimentos cirúrgicos, internação, reembolso por consultas particulares e até limpeza de tártaro. Os planos possuem o mesmo valor para cães e gatos, mas pode variar de acordo com a idade do animal.

Se comparados com os valores cobrados em cada procedimento nas clínicas, os planos de saúde pet passam a valer a pena. Segundo dados do IPB, na Zona Leste de São Paulo, o preço médio é de R$ 100. O exame laboratorial sai por R$ 42. Uma cirurgia não sai por menos de R$ 450, além da diária de internação, que custa R$ 750 em média. Os custos levaram em conta os procedimentos para um cachorro da raça labrador, de porte médio, com cerca de um ano e dois meses.

 

 

(fonte: www.dci.com.br)


Veja Também

Projeto de lei visa criar regras para a guarda dos pets após a separação

 O objetivo do projeto é fazer com que os animais não sejam mais tratados como objetos, mas sim como seres vivos e parte da família.

Voluntários constroem casas para animais abandonados de Taubaté

Um grupo de voluntários contruiu casas para animais necessitados no interior de São Paulo.

Campanha de vacinação gratuita em Manaus

A campanha tem como objetivo vacinar 218.693 cães e gatos até 26 de outubro.


Voltar

Você sabe como entrar no ramo das Empresas de banho e tosa ?

Para os amantes de animais que sonham em ter um negócio próprio um banho e tosa pode ser o ideal. Venha conferir ótimas dicas de como abrir um.

COMO É POSSÍVEL SABER QUE O SEU CÃO ESTÁ ESTRESSADO?

Saiba quais são os sinais de que seu peludo precisa de mudanças na rotina.

DORY

Brasília - DF

Conheça a história do cachorro que cuida de filhotes de gatos como se fosse pai

Hoje é dia dos pais e o Radar Animal preparou uma linda história de um cachorro que cuida de filhotes de gatos como se fossem seus filhos.

Meg

Guarulhos - SP

Projeto de lei visa criar regras para a guarda dos pets após a separação

 O objetivo do projeto é fazer com que os animais não sejam mais tratados como objetos, mas sim como seres vivos e parte da família.

Conheça Spaghettio, a gata 'pirata'

Spaghettio ganhou o apelido de pirata de sua mãe após sofrer um acidente.

Veja tudo o que rolou essa semana no nosso site!

Venha conferir os acontecimentos dessa semana!