Seu Pet passa muito tempo sozinho? Então cuide da saúde dele com estas dicas simples!

Deixar o pet sozinho em casa é ser prejudicial a ele e a você. Incluir a momentos de companhia na rotina do dia a dia é fundamental. Veja as dicas.

Cuidar de um animal de estimação em meio a uma rotina conturbada não é fácil. Nada fácil. Se acordar cedo, trabalhar, estudar e chegar em casa tarde da noite são sua obrigação, dar atenção a seu pet também deve ser incluído nesta lista. Além de comida, água e passeio nos finais de semana, doses de cuidados diários são fundamentais.

O tempo de todo mundo é curto, mas não justifica deixar seu pet sozinho. Principalmente os cães podem adquirir com o tempo depressão e sérios problemas de ansiedade se isolados em horas intermináveis e entediantes dentro de uma casa ou apartamento. Se estes males acometerem seu pet, tenha a certeza de que ele irá descontar, seja por meio da agressividade e indiferença a seus comandos ou até mesmo travessuras como revirar o lixo, roer móveis e fazer necessidades em locais proibidos.

Se seu animal de estimação já se encontra neste estágio, antes de puni-lo tenha em mente que tudo se trata de uma necessidade dele de comunicação. É a maneira que encontra de chamar sua atenção e mostrar que algo não está bom. Para os cães, a saudade bate tão forte quanto para nós seres humanos.

 

Cachorro sozinho e casa e/ou apartamento.

 

Vamos às dicas

 

Se o dono não consegue de maneira alguma arrumar mais tempo para seu pet, não deve, em primeiro lugar, estimular nele o sentimento de ansiedade. Este estímulo ocorre quando dados excessos nos poucos momentos em que estão juntos. Acostumar o pet à base de festas curtas pode agravar seu estado. Se não há jeito de conciliar mais o tempo e a companhia, o recomendável é que o animal seja acostumado a esta realidade. Seja mais discreto quando sair ou chegar em casa e contenha-o. Não será o pet mais brincalhão do mundo, mas ao menos não trará problemas para ele ou para a casa.

Aliado à discrição, recomenda-se que o animal aprenda a conviver bem sozinho e esteja acostumado a ser um autossuficiente em termos de diversão. Procure deixar-lhe brinquedos que possam distraí-lo. Com o tempo, se ele assimilar as atividades e ver nelas algo para fazer, sua ansiedade será substituída por tarefas. Busque, ainda, diversificar os brinquedos e dar ao animal opções para explorar, descobrir e se divertir. Seja criativo.

Objetos de uso do dono também são recomendáveis, pois trazem o cheiro. Pelo olfato, o animal reconhece e sente a presença do dono pela casa. Isso o acalma e o faz se sentir mais seguro. Manter aparelhos como televisão ou rádio ligados também auxiliam neste quesito, pois dão ao animal uma noção de que ele não está abandonado no ambiente.

 

Cães intolerantes

 

Mesmo com a série de dicas acima, algumas raças de cães simplesmente não nasceram para ficar sozinhas. Nestes casos o jeito é um só: o dono precisa ajeitar a rotina levando em consideração a necessidade do pet. Cães tem por costume o convívio social.

Os cães chamados intolerantes são os que apresentam as crises de ansiedade mais rapidamente e as revelam destruindo a casa e desobedecendo aos comandos do dono. O chihuahua, por exemplo, acostumado com o colo, é um dos primeiros a apresentar desvios de comportamento.

A ele somam-se as raças pomeriano, poodle, maltês, yorkshire, pug, pitbul americano, border collie, entre outros. Se seu pet possui uma destas raças ou vem apresentando desvios de comportamento, procure um veterinário que poderá receitar algum medicamento leve, como um floral, e prepare-se: sua rotina precisa mudar. 

 

...

 

Robson Morais é jornalista, com experiência em jornais, revistas e sites de notícias. Atuou em emissora afiliada da TV Record em Rondonópolis, Mato Grosso. Retornou a São Paulo e abraçou a causa animal. 


Veja Também

Comissária de bordo adota cão que a esperava na porta de hotel

O cãozinho seguiu a comissária até o hotel e, depois disso, ficava na porta a sua espera.

Cão se finge de morto para não ir embora do parque

O cão resolveu se fingir de morto para que seu passeio no parque durasse mais.

Como ser um dog Walker? Você já pensou em ser um?

Essa é uma profissão em crescimento no país, uma vez que, a atividade física regular é fundamental para a saúde física e mental dos cães.


Voltar

Você sabe como entrar no ramo das Empresas de banho e tosa ?

Para os amantes de animais que sonham em ter um negócio próprio um banho e tosa pode ser o ideal. Venha conferir ótimas dicas de como abrir um.

Mel

Belo Horizonte - MG

COMO É POSSÍVEL SABER QUE O SEU CÃO ESTÁ ESTRESSADO?

Saiba quais são os sinais de que seu peludo precisa de mudanças na rotina.

Conheça a história do cachorro que cuida de filhotes de gatos como se fosse pai

Hoje é dia dos pais e o Radar Animal preparou uma linda história de um cachorro que cuida de filhotes de gatos como se fossem seus filhos.

Projeto de lei visa criar regras para a guarda dos pets após a separação

 O objetivo do projeto é fazer com que os animais não sejam mais tratados como objetos, mas sim como seres vivos e parte da família.

Bone

São Paulo - SP

Conheça Spaghettio, a gata 'pirata'

Spaghettio ganhou o apelido de pirata de sua mãe após sofrer um acidente.

Veja tudo o que rolou essa semana no nosso site!

Venha conferir os acontecimentos dessa semana!